Voltar

30.11.2021

Jalapão: um lugar de belezas raras

Compartilhe:

Um dos principais roteiros para quem pratica o ecoturismo e o turismo de aventura, o Jalapão, localizado em Tocantins, é um lugar de descobertas surpreendentes. Em plena mata de transição entre o cerrado e a caatinga, onde predomina uma vegetação rasteira similar às savanas, surgem cachoeiras, rios de águas cristalinas, corredeiras, grandes chapadas e formações rochosas de cores e formas variadas.

Neste cenário, destacam-se dunas de areias douradas, com até 30 metros de altura, o que levou o lugar a ser chamado de deserto do Jalapão. Seria um deserto, se a região não fosse também um paraíso das águas e um lugar onde a presença de flores e animais exóticos salta aos olhos. Um convite à contemplação e à aventura.

Situado a 180 km da Capital, o Jalapão ocupa uma área de 34 mil km². Os municípios de Mateiros, Novo Acordo, Ponte Alta do Tocantins e São Félix do Tocantins compõem a região, que é uma unidade de conservação ambiental do Tocantins e tem temperatura média de 30º C.

Como chegar

Diversas agências de turismo oferecem o pacote completo até o Jalapão. Em todos os casos, o ponto de partida é Palmas. Da Capital do Estado, segue-se 64 km pela rodovia TO-050 até Porto Nacional, e depois 116 km pela TO-255, até Ponte Alta do Tocantins, considerada a porta de entrada do Jalapão. Resta seguir até os atrativos, sempre por estradas de terra – o que torna recomendável o uso de veículos com tração 4x4.

Outra opção de acesso à região é sair da Capital pela TO-020, sentido norte (108 km de extensão), com acesso para Novo Acordo. Também é possível trafegar pela TO-030 (100 km de extensão), interligação com Taquaruçu e Santa Tereza do Tocantins.

Quando ir

O Jalapão pode ser visitado durante todo o ano. A temperatura média é de 30°C . O que deve ser observado é o período de seca e de chuva. A temporada seca no local vai de maio a setembro, sendo que os meses de maio a julho são os melhores para viajar. Com a proximidade do final da seca, entre agosto e setembro, a baixa umidade do ar pode deixar o ambiente mais desconfortável e vegetação já terá perdido o verde. As chuvas acontecem de outubro a abril, tendo auge nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro. O recomendado são os meses em que ocorrem menos chuva para viajar.

Atrativos

Dentre os principais atrativos do Parque do Jalapão estão a Cachoeira da Velha, a Cachoeira da Formiga, as dunas, o Fervedouro, o Povoado Mumbuca, a Prainha da Cachoeira Velha, a Serra do Espírito Santo, o Rio Novo e a prática de rafting.
As dunas de até 30 metros de altura são formadas por areia dourada (quartzo) e estão em constante movimento, guiadas pelos ventos. Ao seu redor, está a Serra do Espírito Santo, de formação arenosa, cuja ação dos ventos causa a erosão, originando as dunas.

Semelhante a um oásis, em meio à vegetação fechada, entre brejos e riachos, o Fervedouro é um lugar de beleza rara, cercado por bananeiras. Ao centro está um grande poço de água azul transparente – a nascente de um rio subterrâneo. A água que brota das areias claras cria o fenômeno da ressurgência, que tornam impossível até ao banhista mais persistente afundar.

Informações

Ficou curioso em ter mais detalhes sobre esse destino incrível? A Big Dream está à disposição para te auxiliar. Entre em contato pelos nossos canais de atendimento: e-mail: relacionamento@bigdream.com.br ou WhatsApp (54) 99266-0008 
 

Reserve sua viagem ou tire sua dúvida

Fale Conosco

Preencha os dados do formulário de pedido de contato, lhe responderemos o mais breve possível.